la última vez que fui hombre

no me recuerdo la última vez que fui hombre! yo soy una nueva amalgama de subjetividades sexuales
vou ficar na cama & escrever uma pós-poesia

chamada dor de drone

e que vai começar assim outro dia entraram no meu quarto mas ñ era eu
e vai acabar assim ñ há paixão que queime esse silício todo
calaboca
calaboca!
eles estão no perímetro do tiranossauro
Ó! sr deus dos clonados
deixe-me mamar nas tetas de dolly e beber esse leite idêntico
ao leite derramado
‘stamos em pleno mar

/pós-poesia. técnica mista. grupo de whatsapp. 02.06.2016/

 

Anúncios

~ por autor em 11/06/2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: